Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Após Anvisa aprovar uso da Coronavac em crianças, SP divulga novo calendário de vacinação

Após a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) ter aprovado ontem (20) o uso da vacina CoronaVac para crianças e adolescentes entre 6 e 17 anos, o governador de São Paulo, João Doria, convocou uma coletiva para apresentar o calendário de vacinação de crianças no estado paulista.

Pelo calendário, as crianças que vivem no estado de São Paulo e tem entre 9 a 11 anos de idade, sem comorbidades, serão vacinadas entre hoje (20) e o dia 30 de janeiro com a primeira dose. Crianças de 5 a 8 anos, sem comorbidades, serão vacinadas entre os dias 31 de janeiro e 10 de fevereiro.

As crianças com 5 anos só poderão tomar o imunizante da Pfizer/BioNTech, que foi aprovado pela Anvisa em dezembro do ano passado. As crianças com comorbidades, deficiências, indígenas ou quilombolas e que tem entre 5 e 11 anos já estão sendo vacinadas e poderão fazê-lo até o dia 10 de fevereiro.

O cronograma completo de vacinação pode ser consultado no site www.vacinaja.sp.gov.br. O estado de São Paulo tem cerca de 4,3 milhões de crianças com idade acima de 5 anos.

Segundo Doria, a vacinação de crianças vai ocorrer nos mais de 5 mil postos de saúde do estado, além de em 300 escolas.

Vacinado

Pouco antes da coletiva ter início, o estudante Caetano Moreira, de 9 anos, foi a primeira criança do estado a ser vacinada com a CoronaVac, imunizante contra a covid-19 produzido pelo Instituto Butantan e pelo laboratório chinês Sinovac.

Além de Caetano, mais 99 crianças foram imunizadas nesta quinta-feira na Escola Estadual Brigadeiro Faria Lima, na zona oeste da capital paulista.

São Paulo iniciou a vacinação de crianças na semana passada, utilizando o imunizante da Pfizer/BioNTech. A primeira criança a ser vacinada no país foi o menino Davi, um indígena xavante de 8 anos que mora em Piracicaba, no interior do estado de São Paulo.

Doses em estoque

Até ontem, apenas a vacina Pfizer/BioNTech estava aprovada para ser utilizada na faixa etária de 5 a 11 anos. Com a aprovação da CoronaVac para uso em crianças acima dos 6 anos, com exceção das imunossuprimidas, São Paulo vai poder adiantar o seu calendário, já que tem 15 milhões de doses desse imunizante armazenadas e disponíveis para uso.

Com essa quantidade de doses, São Paulo conseguirá imunizar todas as crianças acima dos 5 anos que vivem no estado e ainda repassar o restante das doses [o que daria cerca de 7 milhões de doses] para o Ministério da Saúde, caso ele deseje utilizá-las na campanha de vacinação no restante do país.

Caso o ministério não queira adquirir essas doses, elas poderão ser repassadas para os governos estaduais que desejarem adquiri-las. De acordo com Doria, as crianças de São Paulo serão vacinadas no prazo de três semanas.

A vacina CoronaVac que será aplicada nas crianças é a mesma que foi utilizada em adultos. São duas doses, com intervalo de 28 dias entre elas. Já a da Pfizer/BioNTech tem uma dosagem menor para essa faixa etária, foi aprovada para crianças acima dos 5 anos e é aplicada no prazo de oito semanas.  (Agência Brasil)

Deixe seu comentário:

Nossa História

O Sistema Vanguarda de Comunicação Rádio e Televisão foi fundado pelo jornalista e advogado Salomão Pavlovsky.

Muito dinâmico e criativo instalou alto-falantes no centro da cidade de Sorocaba/SP e comercializou espaços publicitários para os lojistas da região. A partir daí sua carreira como comunicador deslanchou.

Recebeu convites para atuar em rádionovelas, narrações esportivas e locuções comerciais.

Após todos esses anos de experiência criou sua emissora de rádio, a Vanguarda AM.

Menu

Instagram Vanguarda

Não encontramos imagens! Veja se vinculou corretamente sua conta instagram.